estrias
Aparecem principalmente no bumbum, seios, braços e barriga. Mesmo quando são bem fininhas, incomodam bastante. Felizmente existem formas de suavizá-las.

O que são Estrias

Ocorrem por distensão da pele, que tem um limite de elasticidade. Quando a pele não suporta estirar tanto, acaba esgarçando e provoca um rompimento das fibras de colágeno e de elastina (que sustentam a pele) da região afetada.

Onde Estrias aparecem

Os locais mais frequentes para a mulher são nos quadris, mamas, parte externa da coxa e bumbum. Nos homens surgem em geral no dorso, na altura da região lombar.

Estrias brancas e vermelhas

É muito fácil reconhecer a pele com estrias. A cor e textura ficam diferentes do resto do corpo. Quando estão instalada há algum tempo, o local fica mais claro e com espessura mais fina do que a pele saudável. Quando o processo está muito no início, entretanto, a estria é avermelhada e se assemelha a um vergão. Quando observar uma estria assim, já sabe: internamente, está ocorrendo um processo de cicatrização semelhante ao que ocorre de quando nos machucamos. O sistema de defesa do nosso organismo está enviando maior fluxo de sangue para o local e, por isso, a pele fica com aquele vergão.

O que causa o aparecimento de Estrias

Como quase todos os problemas de beleza, a determinação genética é a grande questão: cada pessoa tem maior ou menor capacidade de elasticidade da pele. Quando o órgão não acompanha o crescimento, a estria aparece. Mas, isso não explica todo o fenômeno. Crescer muito rápido, aumento do volume das mamas num pequeno período ou ainda engordar são causas frequentes que colaboram com seu surgimento num curto espaço de tempo. Exercícios físicos que levam ao aumento da massa muscular também podem originar estrias.

É possível prevenir Estrias?

Sim. Para isso é preciso controlar muito bem o peso, com uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. A aplicação diária de cremes hidratantes também ajuda. Assim, a pele fica hidratada, evitando que o tecido se rompa.

Tratamentos para Estrias

Atualmente as novas técnicas promovem resultados positivos. Mas antes de tudo é preciso uma boa avaliação médica para afastar uma possível causa hormonal. O uso de substâncias que renovam o colágeno aplicadas no local, associadas a peelings químicos ou lasers não ablativos, podem configurar ótimas opções de tratamento. Vale lembrar que existem variações em relação à extensão da área acometida, locais de surgimento e tipo de pele. Assim, é importante uma avaliação individualizada, para que o dermatologista proponha a melhor forma de tratamento.

Acredita ter problemas com Estrias clique agende uma consulta agora!