O que é a Microdermoabrasão?

A Microdermoabrasão é um dos três procedimentos não-cirúrgicos mais realizados no Estados Unidos e um método muito consagrado pela Cosmiatria em todo o mundo. Conhecido entre as celebridades como Peeling de Cristal ou Peeling de Diamante, a microdermoabrasão se destaca por permitir procedimentos superficiais ou profundos durante ou após seu procedimento.

É uma alternativa ideal tanto para o verão, quanto para o inverno. Gestantes também podem realizar o procedimento, sem medo de prejudicar a gestação ou a saúde do bebê.

Seu principal objetivo é afinar a pele, diminuindo a aparência visível dos poros e linhas de expressão marcantes. É ótimo para pacientes que lidam com comedões (cravos), cicatrizes de acne ou cicatrizes pós-traumáticas.

Também é utilizada para o tratamento do envelhecimento cutâneo, manchas (hiperpigmentações) e tratamentos de estrias, estimulando a produção de colágeno e vascularização da pele.

 

 

Microdermoabrasão por Peeling de Cristal:

A microdermoabrasão com o método mecânico de Peeling de Cristal é realizada por meio da pressão negativa de um aparelho de sucção com duas saídas. Em uma das saídas, é realizada a sucção, ou seja, um vácuo suga os cristais e impurezas (tais como peles mortas) da pele.

Em outra saída, são liberados finos cristais de óxido de alumínio pressurizados. Esses cristais causam uma esfoliação profunda quando entram em contato com a pele. Neste caso, o desgaste da pele é causado pela força dos microcristais que são projetados na superfície da pele.

Ocorre uma esfoliação mecânica progressiva e controlada, utilizando um circuito de vácuo fechado para promover uma pulverização de cristais de óxido de alumínio sobre a epiderme. Tal fluxo promove a atenuação das linhas cutâneas superficiais, estimulando a regeneração celular, incrementando a produção de colágeno e melhorando a qualidade da pele.

Microdermoabrasão por Peeling de Diamante:

Outro procedimento técnico da microdermoabrasão é o Peeling de Diamante, que também conta com um mecanismo de pressão negativa para renovar a aparência da pele.

O aparelho utilizado nesse procedimento, no entanto, conta com apenas uma saída para a sucção de impurezas. Nela, a pele é puxada para o encontro com lixas diamantadas, removendo células mortas, promovendo a esfoliação e a vascularização da pele.

Há casos onde a microdermoabrasão por Peeling de Diamante é realizada apenas pela ponteira de diamante e sua intensidade ou profundidade são determinados apenas pelos profissionais, que estudaram previamente a condição e necessidade de cada paciente.

Indicações para Microdermoabrasão:

  • Rejuvenescimento: prevenção e tratamento da pele;
  • Linhas e rugas finas;
  • Cicatrizes de acne;
  • Cicatrizes pós-traumáticas e pós-cirúrgicas;
  • Poros dilatados, comedões e irregularidades cutâneas;

Tanto as técnicas de microdermoabrasão como o peeling de cristal ou peeling de diamante podem variar de acordo com as necessidades de cada paciente e cada objetivo. As técnicas variam de 5 a 30 minutos de aplicação, com foco na sensibilidade e região de cada tipo de pele.

Para quem não é indicado?

Por mais que a microdermoabrasão seja um procedimento seguro e não ofereça riscos diretos ao paciente, ela envolve técnicas que não podem não ser adequadas para quem sofre de disfunções como as seguintes:

  • Cicatrizes profundas
  • Rosácea
  • Queloides
  • Sistema imunológico fragilizado
  • Diabetes
  • Herpes
  • Verrugas
  • Feridas abertas
  • Lesões profundas na pele
  • Quem faz uso de anti coagulantes
  • Eczemas
  • Psoríases

Para pessoas que fizeram injeção de colágeno ou demais tratamentos químicos, é aconselhável aguardar de 2 a 3 semanas. Além disso, é essencial seguir orientação profissional antes de realizar qualquer tipo de procedimento dermatológico.

 

Acredita ter problemas com Microdermoabrasão clique agende uma consulta agora!