Resposta do Dermatologista:

Hoje em dia temos novos métodos de tratamento tanto das estrias brancas quanto das vermelhas com excelentes resultados. Mas antes de tudo é preciso uma boa avaliação médica para afastar uma possível causa hormonal.
O uso de substâncias que renovam o colágeno aplicadas no local, geralmente ácido retinóico, associadas a peelings químicos ou lasers não ablativos, podem configurar ótimas opções de tratamento. Vale lembrar que existem variações em relação à extensão da área acometida, locais de surgimento e tipo de pele. Os resultados são lentos e não aparecem de um dia para o outro, porisso a determinação é o carro chefe do tratamento.
Assim, é importante uma avaliação individualizada, para que o seu dermatologista proponha a melhor forma de tratamento.

Dermatologista

Dr. Marco Antônio de Oliveira

Atualmente é Médico assistente do Departamento de Oncologia Cutânea do Hospital A.C. Camargo, Fundação Antônio Prudente. Tem experiência na área de Dermatologia, com ênfase nos seguintes temas: Dermatologia Clínica, Dermatologia Cirúrgica, Oncologia Cutânea, Terapia Fotodinâmica, Cosmiatria Dermatológica.
Compartilhe: