Você está em:
home > especialidades >
dermatologia clinica > micose de pele

 

Micose de Pele

micose de pele

A micose de pele é uma afecção cutânea comum causada pelo crescimento de fungos na superfície da pele. O fungo normalmente vive nos poros da pele e alimenta-se da oleosidade principalmente nas áreas de pescoço, tronco superior, dorso e cabeça. Esse crescimento exagerado resulta uma infecção fúngica que causa alteração da cor da pele, descamação e algumas vezes prurido.

Com que a micose de pele se parece

O fungo faz parte da flora da pele. Quando ocorre a infecção, impede o bronzeamento normal e a pele exposta ao sol não bronzeia nas áreas acometidas pela micose, resultando em manchas na pele pálidas a acastanhadas.

As lesões são pequenas, de bordas esbranquiçadas ou marrom-acastanhadas descamativas, pontuadas na área superior dos braços, tórax, dorso e em algumas vezes no pescoço e face.

Marcas róseo-acastanhadas ou manchas muitos leves na pele clara, assim como na pele negra.

Causas de micose de pele

Em áreas com alta temperatura e umidade, a micose de pele ocorre em indivíduos de qualquer idade e pessoas em regiões tropicais podem ter essas manchas o ano todo.
A micose de pele também é mais comum em climas temperados, durante o verão, quando a temperatura e a umidade são maiores, com as manchas geralmente desaparecendo no inverno e aparecendo nos meses mais quentes.

A micose de pele usualmente produz poucos sintomas. Geralmente leve coceira que pode ser maior quando a pele se torna aquecida.

Ainda não está claro porque algumas pessoas desenvolvem micose e outras não. O fungo causador da micose de pele está normalmente presente em pequena quantidade na pele normal e o fungo pode ser tornar infectante apenas em algumas pessoas.
Pessoas de pele clara e de pele escura estão igualmente propensos a desenvolver a micose de pele.

Pessoas com pele oleosa podem ser mais susceptíveis àquelas de pele seca.
Adultos jovens e adolescentes estão predispostos a desenvolver micose de pele.
Crianças e idosos raramente desenvolvem está condição, exceto em climas tropicais.

Diagnóstico de micose de pele

Embora as manchas de cores claras e escuras podem lembrar outras doenças de pele, a micose de pele pode ser facilmente diagnosticada pelo dermatologista. Na maioria dos casos um exame visual da pele é suficiente para fazer o diagnóstico.

Para confirmar o diagnóstico, a escama pode ser gentilmente retirada da pele e então examinada no microscópio identificando a presença do fungo. Uma luz especial chamada lâmpada de Wood também pode ser usada. A lâmpada é útil para diagnóstico se colocada em uma distância de cerca de 10 a 20 cm da pele e se a micose estiver presente a pele afetada apresenta um brilho característico.

Tratamento de micose de pele

Cada paciente é tratado pelo dermatologista de acordo com a severidade e localização da doença, pelo clima e desejo do paciente. Os tratamentos podem incluir:
Tópicos: (xampus, sabonetes, cremes ou loções) que podem conter sulfeto de selênio, cetoconazol, piritionato de zinco.

Medicações orais incluindo cetoconazol, itraconazol, fluconazol e terbinafina possuem efeitos colaterais e deve ser prescritos sob orientação do um dermatologista.

Medicações higienizadoras usadas 1 a 2 vezes ao mês, especialmente, durante o verão ou épocas úmidas do ano podem ser recomendados para que não haja a recorrência da micose. É importante lembrar que o fungo é fácil de tratar. A micose de pele pode deixar manchas residuais que levam semanas a meses para desaparecer. O dermatologista é um médico especializado para tratar condições cutâneas médicas, cirúrgicas ou cosméticas da pele, unhas e cabelo.




 

 

:: CADASTRE-SE

Nome
E-mail
OK


Diagnóstico e Tratamento para Micose de Pele em São Paulo

Contato
R. Barata Ribeiro, 490 5º andar
01308-000 - Sao Paulo - SP
Tel: 55 11 3255-7599
dermatologianomina@uol.com.br

mapa de localização


Twitter