Resposta do Dermatologista:

Uma das novidades recém chegadas ao Brasil e que já vem fazendo muito sucesso nos Estados Unidos é a hidroxiapatita de cálcio (CaHA),preenchimento injetável, 100% biocompatível e biodegradável, e que está presente em nosso organismo, o que elimina a necessidade de testes de sensibilidade.
Indicado para preencher rugas moderadas a profundas, sulcos e correções das linhas faciais como nariz e queixo. O Produto é composto por microesferas de Hidroxiapatita de Cálcio extremamente lisas e regulares, suspensas em gel aquoso, de fácil aplicação.
Este novo preenchedor promove a correção imediata da área tratada e também induz estímulo e proliferação de fibroblastos (células produtoras de colágeno), com conseqüente deposição de fibras colágenas no local, ou seja ao redor e através do implante. O gel e as microesferas formam um ambiente que estimula a produção de colágeno e o crescimento tecidual na zona de aplicação. Com o passar do tempo o organismo absorve o gel e o colágeno em crescimento vai se infiltrando e ocupando o espaço com o próprio tecido natural do paciente. Na face ser aplicada principalmente no queixo, nariz, bochechas e sulco nasogeniano (conhecidos como “bigode chinês” e “ruga de marionete”).
Também produz resultados surpreendentes no rejuvenescimento do dorso das mãos com ação volumizadora, isto é, reconstituindo o volume e textura das mãos.
Em pacientes com lipoatrofia da face (diminuição da gordura da face) a hidroxiapatita de cálcio também é utilizada com bons resultados.
As microesferas continuam a servir de suporte para que o organismo produza novo tecido até que estas sejam naturalmente absorvidas. Mais do que um efeito de preenchimento, a hidroxiapatita de Cálcio reconstrói as camadas da pele e os resultados estéticos são imediatos e duradouros. Ao final de 16 semanas o novo colágeno está instalado. Apesar da duração variar de pessoa para pessoa, estudos clínicos mostram que pode atingir de 2 a 5 anos.
A hidroxiapatita de cálcio pode ser associada ao ácido hialurônico e ao ácido polilático, sem problemas de interação entre as substâncias.

Dermatologista

Dr. Marco Antônio de Oliveira

Atualmente é Médico assistente do Departamento de Oncologia Cutânea do Hospital A.C. Camargo, Fundação Antônio Prudente. Tem experiência na área de Dermatologia, com ênfase nos seguintes temas: Dermatologia Clínica, Dermatologia Cirúrgica, Oncologia Cutânea, Terapia Fotodinâmica, Cosmiatria Dermatológica.
Compartilhe: